7 dicas para se manter seguro no digital

Como anda a sua segurança virtual?
Conheça alguns passos para se manter seguro na internet
e evitar problemas com hackers


Vivemos em uma era em que a palavra segurança se tornou primordial no meio digital. Infelizmente, temos acompanhado muitos casos sobre invasão de privacidade, vazamento de dados pessoais e sistemas hackeados pelo mundo afora. Situações que tornaram essencial o investimento em cibersegurança por empresas ou pessoas físicas… Mas, afinal, você sabe o que é esse termo?


Segundo Tecnoblog e Karpersky,

Cibersegurança é a prática que protege computadores e servidores, dispositivos móveis, sistemas eletrônicos, redes e dados contra ataques maliciosos. Também é chamada de segurança da tecnologia da informação ou segurança de informações eletrônicas. O termo é aplicável a uma variedade de contextos, desde negócios até computação móvel.”


Por isso, nada melhor que aprendermos algumas dicas e adotarmos pequenas atitudes que podem garantir maior proteção e segurança para nossos dados pessoais e empresariais contra o acesso de hackers ou vírus, principalmente em nossas contas de e-mail ou redes sociais.

A seguir, algumas recomendações para aumentar a proteção de seus arquivos e evitar a invasão e sequestro dos dados!

 

1º Backup dos arquivos importantes em nuvem ou mídia externa (pendrive, HD externo)
Para prevenir perdas ou ataques aos seus arquivos importantes no desktop ou celular, principalmente de e-mails ou Whatsapp, por exemplo, programe backups diários, semanais ou mensais em armazenamentos em nuvem como DropBox ou Google Drive, ou em aparelhos externos como HDs e pendrives.

 


2º Atualização de antivírus
Fique sempre atento às notificações de atualizações e mudanças em seu antivírus, tanto do computador quanto do celular, pois eles conseguem prever ataques cibernéticos em seu navegador ou em arquivos já baixados. Faça a análise de proteção, pelo menos, uma vez na semana. Há várias opções de marcas disponíveis (com versões gratuitas e pagas) no mercado e ainda aqueles que oferecem um combo para todos os seus aparelhos digitais.

 

3º Sistema operacional em dia e original
Sempre mantenha atualizados os programas que você mais usa no seu cotidiano, pois em cada nova versão de software, há correções de falhas de sistema, novas funções e fortalecimento dos seus códigos de segurança contra ataques de hackers.

 

 

4º Atenção aos arquivos e emails com remetentes suspeitos
A extensão de um arquivo (jpeg, png, doc, xls, mp4, entre outros) é o que ajuda a identificar se é um texto, imagem ou vídeo, por exemplo. Logo, muitos hackers enviam arquivos com extensões misturadas como “documento.png.src” para ludibriar o usuário durante o download. Para evitar essa dor de cabeça, o recomendado é passar um antivírus antes de abrir o arquivo para verificar sua segurança. Atente-se também ao email do remetente da mensagem e confira se parece suspeito ou não. Por isso, não faça o download de arquivos ou clique em link de pessoas ou empresas que você não tenha alguma relação.

 

5º Autenticação em dois fatores
Habilite em seus e-mails e redes sociais a opção de maior segurança, para confirmar que é você mesmo que está fazendo login na conta naquele momento. A “autenticação em dois fatores” pode ser feita por biometria, código enviado por SMS ou toque SIM no celular, além do login tradicional (nome e senha) para entrar na sua conta oficial. Uma das nossas recomendações é o aplicativo Authenticator, do Google. Nele, é possível vincular diversas contas pessoais e corporativas, associando sempre um código à tentativa de login.

 

6º Deslogar contas de aparelhos que não tem uso direto
Procure manter logado seu perfil ou conta em aparelhos nos quais você seja o único usuário constante, como seu próprio celular. Não se esqueça de manter a senha de bloqueio do celular em dia para que outras pessoas não tenham acesso e copiem seus dados pessoais.

 

 

7º Anotar suas senhas em local seguro e sem acesso de terceiros
Caso não opte pelo salvamento automático de login num único aparelho, não tenha facilidade para lembrar ou possua muitas contas onlines, busque anotar e guardar seu e-mail de acesso e senhas num arquivo protegido ou em algum físico de sua segurança. E nunca compartilhar seus dados por mensagens digitais.

 


A internet veio para se tornar nosso maior espaço de convivência e resolução de ações diárias da sociedade contemporânea. Assim como no mundo físico, o meio digital também tem seu lado sensível de ataques cibernéticos, mas que podem ser prevenidos com atitudes de precaução como estas citadas acima. 

Então, prontos para compartilhar na sua empresa uma cultura de segurança digital?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.